domingo, novembro 18Bem-vindo à bordo, Marinheiro!

MINHA HISTÓRIA

Oi, marinheiro! Eu sou Lucy Brandão, fundadora do Mar de Vagas, e esse espaço é para você conhecer um pouco da minha história. Não, este não é um texto chato e autoproclamativo sobre as minhas qualidades e conquistas profissionais. É só uma forma de contar como cheguei até aqui e, quem sabe, inspirar você a também empreender na sua vida, seja em que área for.

Se quiser saber mais sobre a minha formação e experiências, sugiro que clique aqui para acessar meu LinkedIn. Mas vou tentar resumir minha trajetória. Sou formada pela Universidade Federal do Piauí – UFPI em Jornalismo, pós-graduada em Assessoria de Imprensa e bacharel em Direito (sim, sou apenas bacharel, isso significa que me formei com louvor, mas nunca exerci a profissão, nem sequer tentei a OAB).

Na minha trajetória profissional, ao longo de 14 anos de formada, atuei em diversas áreas como assessoria, tv, jornal, sites, revistas, relações públicas, marketing, treinamento de mídia, palestras, organização de eventos, cerimonial/ mestre de cerimônia, fotografia e comunicação institucional. Às vezes eu nem acredito que já fiz tanta coisa e ainda sou tão jovem – só 37 anos (risos). Isso sem falar nas atuações fora da comunicação – como artesã, designer de papelaria personalizada para festas e personal organizer. Três coisas que eu amo e estão sempre no meu plano de navegação.

Durante algum tempo, achei que atuar em tantas áreas era não ter um foco específico, apesar de em muitas delas ter me tornado realmente especialista no que fazia. Depois eu descobri que essas experiências são a bagagem que você carrega e elas me tornaram o que sou hoje – uma profissional dinâmica e preparada para tudo – até para mudar de profissão, se for preciso.

A área de mercado de trabalho já tinha feito parte da minha vida em uma viagem rápida, quando fui editora de uma revista de negócios por três anos. Mas eu mergulhei fundo mesmo nesse Mar de Vagas quando assumi a coluna Cartão de Ponto, no Correio – maior jornal impresso do Norte e Nordeste do Brasil, onde também fui repórter e editora de Economia até junho de 2018.

Lembro do quanto me fazia feliz receber um e-mail de alguém que leu a coluna e se motivou, encontrou um novo emprego ou apenas queria dar um feedback. Lembro do alcance que essas informações tinham, como ajudavam tanta gente e por isso faziam a gente entender por que era a coluna de serviços mais lida do jornal impresso/online.

Certa vez, cheguei a receber 20 mil e-mails em um mesmo dia por conta das vagas abertas em uma grande rede de varejo que recebi com exclusividade para a coluna. Aproveito aqui para dizer mais uma vez que eu não contrato ninguém, gente. Queria muito ter esse poder de resolver a vida de todo mundo, mas a forma que eu encontrei de ajudar foi divulgando as vagas que chegam até mim, por isso cada divulgação traz o serviço de “como se inscrever”.

No dia em que decidi sair do Correio para realizar o sonho de voltar para minha terra natal – Teresina – uma pessoa muito especial (Verônica Machado – segue ela, que é massa) me perguntou: Qual o seu propósito?

Pronto. Apesar de ser uma pergunta difícil de qualquer pessoa em qualquer área ou qualquer fase da vida responder, não precisei de mais do que uma noite mal dormida pra chegar à conclusão: Quero continuar ajudando as pessoas a encontrar as vagas, seja onde for.

Então, convido você a embarcar nesse projeto e navegar comigo.